Scroll Top

Entenda o impacto do Design Thinking no RH

Design Thinking

Grandes organizações, como a Apple e o AirBnb, utilizam o Design Thinking para desenvolver produtos e serviços que oferecem a melhor experiência aos clientes, então por que não implementar os mesmos princípios na estrutura de RH para transformar processos e proporcionar experiências completas e mais satisfatórias aos funcionários?

Como essa experiência se tornou uma das principais prioridades das empresas, o RH precisa de ferramentas que contribuam para mudar a estrutura, a abordagem e a cultura organizacional se quiserem manter seus principais talentos engajados.

De acordo com o estudo 2023 State of the Global Workplace, da Gallup, mais da metade dos entrevistados estão desinteressados ou desistindo silenciosamente da empresa em que atuam. Por isso, a adoção de novas competências pelo RH, como o Design Thinking, é fundamental para o profissional do setor responder às novas necessidades e exigências do mercado e da força de trabalho.

O que é o Design Thinking no RH?

O Design Thinking busca abordar problemas com soluções criativas e inovadoras, estimulando as pessoas a ousar e inovar. Seu foco está no ser humano, sendo exatamente o foco do RH de qualquer empresa.

Por isso, o conceito de Design Thinking utilizado no mundo do RH envolve usar a empatia e criatividade para criar experiências inovadoras para engajar os funcionários, alinhando-os aos objetivos de negócios e ajudando-os a criar uma conexão entre seus valores e as atividades realizadas no dia a dia de trabalho. Com isso, o RH consegue transformar o ciclo de vida dos funcionários, contribuindo para que construam um crescimento profissional orientado por suas competências.

Uma jornada do funcionário bem-sucedida é aquela na qual as aspirações da força de trabalho se unem aos objetivos dos negócios. A implementação do Design Thinking no RH, então, deve partir com um propósito, contar com instruções transparentes, fornecer os recursos essenciais e prover um senso de aventura para guiar a força de trabalho.

Isso envolve ouvir os funcionários para resolver seus problemas, melhorar a acessibilidade por meio da visibilidade das competências e habilidades, buscar uma resposta emocional que ofereça novas oportunidades, desafios e benefícios e impulsionar o comportamento positivo para manter a equipe produtiva, engajada e satisfeita com suas tarefas.

O Design Thinking no RH tem paralelos com uma abordagem voltada para o cliente. Enquanto a experiência do cliente busca fornecer uma jornada agradável e contínua, o RH precisa se concentrar em oferecer a melhor experiência desde o momento que o candidato pensou em enviar um currículo, passando por sua contratação até sua demissão.

Enquanto muitas empresas criam políticas baseadas no que o RH acha que os funcionários precisam, o Design Thinking no RH busca encontrar o equilíbrio entre a viabilidade das soluções com as necessidades e desejos dos funcionários, colocando-os na linha de frente da resolução de problemas.

Etapas do Design Thinking

O Design Thinking trabalha com uma equipe multifuncional que contribui com perspectivas diferentes sobre um determinado problema e fornecem formas criativas de resolução, sempre buscando a melhor experiência dos usuários. Isso envolve algumas etapas e ferramentas:

Imersão ou etapa da empatia

Aprenda sobre os usuários, como eles vivenciam uma possível solução para um problema e tenha empatia em relação aos problemas e desafios enfrentados.

Análise e síntese, ou etapa da definição

Com as informações coletadas na etapa anterior, é preciso definir o problema, buscando formas de melhorar os processos.

Ideação

É o momento de buscar soluções criativas para os problemas que precisam ser resolvidos, selecionando as melhores ideias.

Protótipo e teste

As ideias viáveis devem ser selecionadas para o desenvolvimento de um modelo que possa ser testado com um pequeno grupo de usuários. Capture feedbacks, analise as informações e faça as melhorias necessárias antes de implementar a ideia.

Implementação

Feitos os testes e mudanças necessárias, é o momento de implementar o projeto.

Além disso, há dois outros recursos que podem ajudar o RH a entender as necessidades e dores dos funcionários e, com isso, criar experiências completas por toda sua jornada:

Persona

A persona é um personagem que representa os usuários típicos, carregando suas dores, necessidades, desejos, emoções e objetivos. Por exemplo, elencar o que um candidato espera na hora de se candidatar a uma vaga da empresa.

Mapeamento da jornada

Mapear a jornada do funcionário ajuda a capturar os pontos de contato que ele tem com a empresa, identificando momentos importantes. Isso envolve as personas, a criação de um cronograma, análise da emoção do funcionário, os pontos de contato utilizados e os canais onde ocorrem as interações entre ele e o RH.

Casos de uso do Design Thinking no RH

O Design Thinking no RH pode melhorar as mais diferentes áreas do setor, como recrutamento e seleção, integração, gestão de desempenho, aprendizagem, entre outros. Por isso, a equipe da SVX selecionou alguns exemplos de como a abordagem pode ser utilizada.

Uma grande empresa de tecnologia implementou o Design Thinking para realizar mudanças organizacionais para transformar a satisfação do cliente. A organização percebeu que o engajamento dos funcionários tinha um grande impacto na experiência oferecida ao cliente, por isso revisou o programa de integração dos funcionários para implementar um novo programa de gestão de desempenho.

Outra empresa de tecnologia implementou um programa para desenvolver soluções inovadoras de RH voltadas para melhorar a experiência dos funcionários. O programa gerou mais de 100 soluções para os mais diversos procedimentos do setor.

Em uma produtora de animações, gestores de RH mantêm reuniões regulares com as equipes para entender suas experiências, desafios e necessidades de crescimento profissional.

Como implementar o Design Thinking no RH?

Começar com sessões de brainstorm com um grupo diversificado de funcionários é o primeiro passo para implementar uma abordagem de Design Thinking no RH e para coletar informações sobre os desejos e necessidades dos funcionários. Ao mesmo tempo, compartilhe os benefícios da abordagem com as lideranças da organização e compartilhe os resultados com as equipes.

A SVX pode te ajudar nessa jornada e contribui para gerar insights e soluções que resolvam os problemas dos funcionários. Nossa equipe organiza o processo de design de serviço, desde a pesquisa até o desenvolvimento de conceito, prototipagem, teste e implementação. Entre em contato e entenda como podemos transformar a experiência dos seus funcionários.

Palavra-chave
Design Thinking

+ conteúdo