Scroll Top

Planejamento estratégico em 2024: o que levar em consideração

Planejamento estratégico

O planejamento estratégico influencia totalmente como uma empresa irá se comportar durante o ano. Como táticas e estratégias estão em constante transformação, conhecer as principais inovações e tendências que irão mudar a forma com que as empresas trabalham é fundamental para otimizar fluxos de trabalho, equipes e processos, além de ajudar a empresa a entregar exatamente o que os clientes desejam.

Esse planejamento se mostra ainda mais importante em uma época de incertezas, escassez de mão de obra especializada, busca por novos mercados e a necessidade de investimento maciço em novas tecnologias. Por isso, as empresas precisam estar preparadas para realizar um planejamento estratégico que se adapte a um novo tempo e que ofereça um impacto duradouro e sustentável.

Tendências para o planejamento estratégico

O sucesso no cenário empresarial depende exatamente do planejamento estratégico para garantir que a empresa se mantenha à frente dos concorrentes e incentive a inovação em 2024. Então, é necessário prestar atenção a alguns fatores:

Sustentabilidade

A sustentabilidade está se tornando um fator crítico para o planejamento de negócios, e não pode mais ser considerado como um item opcional. Princípios ESG (ambiental, social e de governança) precisam ser incorporados rapidamente às operações, e isso envolve desde reduzir a pegada de carbono, participar mais ativamente de iniciativas sociais na comunidade na qual a empresa está inserida, até tornar a cadeia de abastecimento mais sustentável e responsável. Hoje, clientes, funcionários, investidores e parceiros esperam que a organização firme um compromisso sério com a sustentabilidade.

Transformação digital

Apesar de amplamente citada por todas as empresas, a adoção da transformação digital no Brasil ainda está longe do ideal. Pesquisa da Fundação Dom Cabral e da PwC Brasil, mostra que 52,4% das empresas fazem apenas pequenos investimentos na digitalização de seus processos. Isso deixa claro que a adoção da transformação digital precisa fazer parte do planejamento de negócios das organizações para os próximos anos se elas quiserem agilizar processos, obter vantagens competitivas e melhorar a experiência dos clientes. Blockchain, inteligência artificial (IA) e machine learning estão entre as tecnologias com maior destaque.

Otimização da força de trabalho

Como os modelos de trabalho híbrido ou remoto ganhando força, as empresas precisam aperfeiçoar sistemas, práticas e métodos de liderança para inspirar e engajar esses trabalhadores e extrair o máximo valor de seus talentos e habilidades. Para isso, a tecnologia tem papel importante para melhorar a colaboração, comunicação e a segurança de dados pessoais e da empresa.

Resiliência na cadeia de abastecimento

Nos últimos anos, com as cadeias de abastecimento se tornando mais complexas, as empresas precisaram se preparar para enfrentar riscos que podem simplesmente interromper as operações. O planejamento estratégico precisa dar prioridade para a resiliência e diversificação de fornecedores para que, no caso de alguma paralisação no fornecimento, alternativas sejam rapidamente encontradas e a produção continue funcionando normalmente. Buscar fornecedores mais próximos e investir em uma estratégia de gestão de riscos são fundamentais para esse plano.

Segurança e privacidade de dados

A proteção e privacidade de dados já é um fator de extrema importância para a estratégia de negócios, mas isso deve se intensificar nos próximos anos. Com regulamentações, como a LGPD, cada vez mais rigorosas e, principalmente, com os dados se tornando ativos valiosos, aderir a sistemas robustos de segurança cibernética, às normas regulatórias, e uma estratégia proativa de segurança de dados são práticas essenciais para evitar violações de dados e garantir a privacidade de informações confidenciais e pessoais de clientes, funcionários e fornecedores.

Personalização e customização

Com clientes cada vez mais exigentes e com grandes expectativas em relação aos produtos e serviços oferecidos pelas empresas, oferecer soluções personalizadas e totalmente customizadas para atender suas necessidades deixa de ser apenas um bônus, se tornando obrigação. Para isso, as organizações precisam investir em sistemas de análise de dados baseados em inteligência artificial e machine learning para personalizar a estratégia de marketing, fornecer serviços e produtos de acordo com as preferências de cada cliente e, com isso, aumentar sua satisfação, engajamento e fidelidade.

Economia circular

O planejamento estratégico precisa considerar a adoção de uma economia circular, que se concentra na redução de resíduos, na reutilização de materiais e na reciclagem de bens. Com isso, as empresas conseguirão repensar como seus produtos são criados, buscando por formas de aumentar seus ciclos de vida ao mesmo tempo em que reduzem o impacto no meio ambiente e identificam novas fontes de rendimento.

Gestão de riscos

A gestão de riscos está se tornando extremamente importante para o planejamento estratégico, principalmente por identificar e mitigar riscos que possam impactar negativamente no bom funcionamento da operação. A gestão de riscos também ajuda a tomar medidas proativas para evitar incidentes e para direcionar as ações no caso de algum problema. Além disso, ele ajuda a analisar as preferências e o comportamento do consumidor, as mudanças econômicas e os problemas em produtos. Com isso, é possível criar metas baseadas na realidade e estar preparado para possíveis dificuldades.

Análise de dados

A análise de dados não é mais apenas um termo da moda. Com as empresas tendo acesso a uma quantidade incomparável de dados, todos alojados nos mais diferentes sistemas, como CRM, ERP, entre outros, e uma proliferação de fontes de dados de terceiros, elas precisam conseguir centralizar essas informações e tirar insights que auxiliem os negócios. Com isso, o planejamento estratégico não irá mais se basear em conjecturas, mas estará amparado por informações que ajudam a tomar as melhores decisões.

Como tornar seu planejamento estratégico mais eficiente

Levantamento do Gartner mostra que diversos fatores prejudicam o planejamento estratégico das empresas. De acordo com a consultoria, 83% das estratégias falham devido a suposições erradas, 67% dos colaboradores não entendem seu papel na estratégia e 58% das organizações acreditam que seus sistemas de gestão de desempenho não fornecem as informações suficientes. Esses números deixam clara a complexidade por trás do planejamento estratégico, afinal, a empresa precisa ter acesso a insights e uma visão 360° dos negócios para alcançar os melhores resultados, ao mesmo tempo em que acompanha e monitora o desempenho.

Por isso, a SVX conta com as mais diversas soluções voltadas para a cibersegurança, governança, gestão de risco e inovação para que sua empresa possa implementar um planejamento estratégico baseado em dados confiáveis. Entre em contato e conheça nossas soluções.

Meta-description
Conhecer as tendências em planejamento estratégico ajuda as empresas a saberem o melhor caminho para os negócios em 2024

Palavra-chave
Planejamento estratégico

+ conteúdo