Scroll Top

9 desafios da segurança cibernética em um contexto híbrido

9 desafios da segurança cibernética em um contexto híbrido

O conceito de local de trabalho mudou nos últimos anos, criando desafios para a segurança cibernética em um mundo cada vez mais híbrido. A combinação do trabalho remoto com o presencial oferece diversos benefícios para as empresas e trabalhadores, como maior flexibilidade e produtividade, mas também cria um conjunto de riscos cibernéticos que as organizações precisam estar preparadas para lidar.

O trabalho híbrido, claramente, depende mais da tecnologia, principalmente para garantir que os funcionários tenham acesso a dados e aplicativos com segurança de qualquer lugar. Entretanto, nem todo local com internet disponível oferece os mesmos recursos de segurança encontrados no escritório ou até mesmo na casa desse funcionário, contribuindo para que ataques cibernéticos e violações de dados ocorram com maior frequência.

Relatório da EY mostra que o trabalho remoto aumenta os casos de engenharia social em 53%, enquanto 40% das empresas relatam ter sofrido uma intrusão vinda de seus ambientes de trabalho remotos.

Como funciona a segurança cibernética em um contexto híbrido

A segurança cibernética no trabalho híbrido diz respeito aos protocolos e às medidas de segurança adotadas pela organização para manter dados e ativos de TI protegidos. São medidas para controlar acesso, realizar backups e recuperar dados, criptografar dados, realizar avaliações, treinamentos e, principalmente, evitar o acesso indevido. Esse modelo exige que a governança corporativa seja mais flexível para tornar a comunicação e colaboração possível, ao mesmo tempo em que garante a proteção, independentemente de onde o funcionário estiver.

Desafios para a segurança cibernética

Com o trabalho híbrido se tornando um padrão para muitas empresas, as equipes de segurança cibernética precisam prestar atenção a diversos riscos para proteger dados, aplicativos e usuários:

Vulnerabilidades de endpoint

Como os funcionários acessam a rede da empresa de diversos locais e dispositivos, a superfície de ataque cresce consideravelmente devido ao aumento de possíveis pontos de entrada vulneráveis, com configurações fracas, falta de patches de segurança ou software desatualizado. Para reduzir o risco, implemente uma política de segurança de endpoints que responsabilize os funcionários, escolha uma solução robusta e que combine recursos de detecção e resposta de endpoint (EDR). Por fim, gerencie regularmente patches e vulnerabilidades e defina requisitos para que dispositivos pessoais se conectem a rede da empresa.

Phishing e engenharia social

A engenharia social procura ludibriar o usuário para que ele realize determinadas ações que colocam em risco a segurança cibernética da empresa. Por isso, invista em programas de conscientização sobre segurança que os ajude a identificar, evitar e responder a sinais de ataque de phishing. Além disso, implemente recursos de autenticação multifator para reduzir a possibilidade de acesso mesmo que as credenciais forem comprometidas.

Ataques de ransomware

Lidar com ataques de ransonware está entre as principais preocupações em relação à segurança cibernética nas empresas. Esses ataques podem interromper operações, causar danos e perdas financeiras significativas e impactar seriamente na reputação da organização. E no trabalho híbrido, dispositivos e redes pessoais e corporativas e serviços e aplicações em nuvem podem ser afetados. Para mitigar o risco, as equipes precisam ser instruídas a analisar as mensagens recebidas e evitar clicar em links ou abrir anexos vindos de fontes não seguras. Além disso, todos os dados devem ser criptografados e os funcionários devem utilizar VPNs para se conectar à rede, além de manter antivírus, firewalls e antimalwares atualizados.

Redes sem fio inseguras

Redes sem fio inseguras são um canal muito utilizado para ataques cibernéticos, com cibercriminosos usando pontos de acesso falsos para enganar os usuários. Educar e incentivar os funcionários a usarem VPNs e criptografar dados estão entre as principais práticas para evitar riscos à segurança cibernética. Além disso, a empresa deve contar com diretrizes claras sobre como usar redes sem fio e desencorajar o uso de redes não seguras para o dia a dia de trabalho.

Vazamento e perda de dados

O gerenciamento do fluxo de informações se tornou muito complexo com o trabalho híbrido, aumentando o risco de vazamento ou perda de dados por meio de compartilhamento acidental, armazenamento em nuvem mal configurado ou ameaças internas. Por isso, a empresa precisa implementar uma solução de prevenção contra perda de dados (DLP), utilizar criptografia para dados em repouso ou em trânsito e estabelecer controles de acesso baseados no princípio de menor privilégio.

Aplicativos não autorizados

O trabalho remoto facilita aos usuários a adotarem aplicativos não autorizados para que possam realizar seu trabalho, deixando as políticas de TI e os controles de segurança em segundo plano. Essa prática pode levar a vulnerabilidades não gerenciadas e a exposição de dados da empresa. A equipe de segurança cibernética precisa aplicar políticas que definam os requisitos mínimos para o uso de dispositivos e aplicativos não sancionados e utilizar ferramentas que identifiquem esses aplicativos e os bloqueiem.

Ameaças internas

Funcionários insatisfeitos, vingativos ou vítimas de ataques de engenharia social podem ser responsáveis pelo comprometimento de informações confidenciais e até mesmo pela interrupção da operação. Como essas ameaças internas são difíceis de serem identificadas, a empresa precisa implementar ferramentas para monitorar o comportamento dos usuários, analisar atividades anormais e manter os processos sob controle para reduzir o risco de algum incidente.

Erro humano

Erros cometidos por funcionários são um dos maiores riscos para a segurança cibernética, principalmente no trabalho híbrido. Isso pode incluir o uso de senhas fracas, clicar em links maliciosos, compartilhar dados indevidamente, não bloquear o acesso de dispositivos desconhecidos, esquecer de atualizar sistemas e patches entre outros problemas. Basicamente, para evitar possíveis violações de dados, ataques de ransomware ou infecções por malware, a conscientização é fundamental. Portanto, priorize o treinamento de conscientização sobre segurança cibernética, desenvolva uma política de segurança e implemente controles e recursos para prevenir e mitigar erros humanos.

Conformidade e regulamentos

O trabalho híbrido acrescenta complexidade aos esforços de conformidade da empresa, especialmente em relação à privacidade de dados, que se torna mais difícil de gerenciar. Para reduzir riscos, implemente ferramentas que ajudem a analisar e monitorar as práticas de conformidade e atualize-as sempre que necessário para mantê-las alinhadas às normas e regulamentos em vigência.

Implemente uma abordagem estratégica para a segurança cibernética

A segurança cibernética em um ambiente de trabalho híbrido não pode ser ignorada, por isso, a estratégia utilizada pela SVX é fundamentada na compreensão profunda do cenário de ameaças digitais em constante mudança.

Com uma abordagem que combina expertise técnica, compreensão das tendências de mercado e personalização focada no cliente, a SVX está preparada para ajudar sua empresa a enfrentar os desafios de segurança cibernética de hoje e do futuro, protegendo seus ativos mais valiosos. Entre em contato e agende uma reunião com nossos especialistas.

+ conteúdo