Scroll Top

14 maneiras de lidar com ameaças cibernéticas em sua empresa

ameaças cibernéticas

Com as ameaças cibernéticas crescendo em frequência e complexidade, saber lidar com elas é a melhor maneira de proteger a organização contra violações. Mas isso está se tornando cada vez mais difícil com a sofisticação e inteligência dos ataques modernos. 

Relatório da Trend Micro mostrou que um terço das empresas globais sofreu uma violação grave de segurança cibernética em 2022, deixando claro que todas as empresas, não importando seu porte ou segmento de atuação, estão em risco. 

E as consequências vão além de “apenas” perder dados e dinheiro, elas também impactam na reputação da organização, pode levar a ações judiciais e pesadas multas por não cumprir com normas e regras de privacidade e governança. Portanto, é fundamental que as empresas adotem medidas de proteção proativas para prevenir ataques cibernéticos e, no caso de algum ataque bem-sucedido, saber o que fazer para mitigar o problema. 

Estratégias para evitar ameaças cibernéticas

Nenhuma organização pode se dar ao luxo de deixar que falhas de segurança permitam que ameaças cibernéticas ultrapassem suas barreiras e cheguem até os dados. Portanto, com tudo o que está em risco, algumas estratégias de segurança cibernética são muito úteis: 

Tenha um plano de resposta

Mesmo que a organização implemente as soluções necessárias para evitar ameaças cibernéticas, elas ainda podem ocorrer. Por isso, é crítico ter um plano ativo de resposta a incidentes para mitigar os danos de um possível ataque. Esse plano precisa incluir todas as medidas para conter a ameaça, notificar todos os envolvidos e restaurar a operação o mais rapidamente possível. 

Realize auditorias regulares

Auditorias de segurança realizadas regularmente ajudam a identificar vulnerabilidades em sistemas e processos. O resultado permite que a equipe de segurança cibernética implemente os recursos para resolver as vulnerabilidades antes que elas sejam exploradas por pessoas mal-intencionadas, inclusive ameaças internas. 

Limite o acesso aos dados

As empresas, preocupadas com as ameaças cibernéticas, precisam estar atentas a possíveis atores internos. Por isso, é fundamental limitar o acesso aos dados apenas a funcionários autorizados e que necessitam dessas informações para realizar suas funções. Isso ajuda a evitar acesso indevido a informações confidenciais e reduzir riscos de violações. 

Use software antivírus e antimalware 

Antivírus e soluções antimalware detectam e removem programas maliciosos antes que eles possam danificar o sistema. Mas, para isso, é essencial mantê-los atualizados e realizar verificações regulares nos sistemas para garantir que estejam livres de risco. 

Faça backups regularmente 

Apesar de poder soar repetitivo, fazer backups é a melhor forma de minimizar o impacto de uma ameaça cibernética bem-sucedida. Entretanto, muitas empresas continuam falhando nesse processo. Backups são essenciais no caso de ataques cibernéticos, pois permitem que as organizações recuperem seus dados rapidamente. Ao realizar regularmente esse processo, é possível minimizar danos e garantir a continuidade dos negócios. 

Implemente uma solução de firewall 

O firewall é uma solução de segurança que monitora e controla o tráfego de entrada e saída da rede, impedindo acesso não autorizado e evitando que malwares e outras ameaças cibernéticas consigam exfiltrar os dados da empresa. Os sistemas operacionais mais utilizados pelos usuários, Windows e Mac OS, já vêm com firewalls instalados, mas o roteador também precisa de uma solução integrada para evitar o acesso à rede. 

Mantenha o software atualizado 

Assim como realizar backups regularmente é fundamental, manter os softwares atualizados é uma prática básica de segurança cibernética. Hackers normalmente buscam por vulnerabilidades em sistemas desatualizados para ter sucesso em sua invasão. Por isso, manter todos os softwares atualizados, aplicando patches e atualizações regularmente, é essencial para evitar ataques. Mas não basta atualizar apenas os sistemas operacionais, aplicativos, plug-ins e outros componentes também precisam ser revistos constantemente. Implementar um sistema de gerenciamento de atualizações ajuda a resolver esse problema, mantendo o sistema atualizado e resiliente. 

Utilize senhas fortes 

As senhas são a primeira linha de defesa contra ameaças cibernéticas, por isso, é fundamental instruir os usuários para usarem senhas fortes. Da mesma forma, soluções de autenticação multifator (MFA), que exigem um segundo, ou mais, fator para verificar a identidade do usuário é crítico para garantir que apenas o verdadeiro usuário tenha acesso à sua conta. O MFA é muito mais eficaz em comparação com sistemas protegidos apenas com senhas. 

Implemente a criptografia de dados 

Todos os dados confidenciais devem ser criptografados para, mesmo que um ataque supere as defesas, se mantenham ilegíveis. Enquanto salvar as informações em texto normal facilita a visualização por parte de cibercriminosos, a criptografia limita esse acesso apenas aos usuários que possuem a chave para descriptografa-los, garantindo que quem não tenha essa chave não consiga lê-los. Algumas soluções permitem identificar quando um usuário tenta acessar determinado arquivo e quais suas ações. 

Avalie e monitore fornecedores

Muitas vezes, a segurança cibernética de uma empresa depende de fornecedores externos, por isso é necessário avaliar o risco do fornecedor. Isso ajuda a mitigar o risco de terceiros e não depender unicamente da estratégia de resposta a incidentes para reduzir o impacto de uma invasão bem-sucedida. 

Preste atenção na segurança física

Muito se fala na segurança cibernética, mas algumas empresas ignoram os riscos que suas instalações físicas podem correr. Por isso, realize uma avaliação de segurança e determine se a infraestrutura física está protegida contra possíveis violações, como invasões e funcionários com acesso aos equipamentos. Implemente uma abordagem de autenticação de dois fatores, como cartões e biometria, por exemplo, e controle o acesso com eficiência. 

Treine os usuários em conscientização sobre segurança cibernética

Os usuários são o elo mais fraco contra ameaças cibernéticas, por isso treiná-los em conscientização sobre segurança cibernética é uma etapa fundamental para prevenir ataques e impedir que eles, involuntariamente, permitam que golpes aproveitem vulnerabilidades de segurança. Entre as melhores práticas do treinamento, o uso de senhas fortes, a identificação de golpes de phishing e o relato de atividades suspeitas estão entre as principais formas de reduzir riscos de um ataque cibernético bem-sucedido. 

Crie uma política de segurança cibernética

Para reduzir riscos de ameaças cibernéticas, uma política de segurança de dados deve ser criada com normas para a prevenção e detecção de violação de dados. Nela deve-se listar diretrizes sobre recuperação de desastres, controle de acesso, testes de segurança e um plano de resposta a incidentes, documentando todas as etapas e procedimentos que devem ser implementados. 

Conte com o apoio da SVX

A SVX ajuda a organização a se adequar às mais rígidas normas de segurança e privacidade, oferecendo todo o suporte para que a empresa possa atuar de maneira proativa para evitar ameaças cibernéticas, multas e sanções. Entre em contato e saiba como iniciar a adequação à lei. 

+ conteúdo